sábado, 1 de novembro de 2008

Símbolos da Nova Era


Símbolos da Nova Era

Muitas vezes, compramos roupas, bijutaria, joalharia, peças de artesanato, literatura, artigos de decoração, etc, que contêm estes símbolos, quer de modo explícito ou implícito e nem temos a noção do que realmente estamos a trazer à nossa vida.

O povo de Deus não é supersticioso e não se trata de uma questão de superstição, mas os símbolos apresentados nas fotos em baixo, não são isentos, nem inofensivos perante o mundo espiritual, na medida em que foram consagrados, por quem os inventou, a forças malignas, ao sobrenatural satânico.

Por conseguinte, quem os usa ou os traz para dentro de casa, assume perante os demónios que estes podem actuar ali. É como se fossem uma porta aberta para atrair toda a sorte de maldições.

Em Oseias 4:6 está escrito: “O meu povo perece por falta de conhecimento.”

666: O número 666 é conhecido pelos cristãos como o número do anti-cristo, que surgirá na terra para governar o mundo, conforme encontramos em Apocalipse 13:8. Para a Nova Era este número tem qualidades sagradas e por isso, deveria ser usado com maior frequência possível para representar a Nova era.

Anarquia: Promove a destruição de toda e qualquer organização que não queira se integrar ao novo sistema da Nova Ordem Mundial. Usado inicialmente pelos grupos Punk, actualmente os grupos heavy metal também já aderiram.

Arco-Íris: O Meio Arco-Íris é um dos símbolos mais usados pela a Nova Era, sendo considerado o seu símbolo principal. Representa a ponte entre a alma humana individual e a “Grande Mente Universal” ou “Alma Universal”, que é Lúcifer. Também é considerado como “Ponte Mental” entre o homem e as energias cósmicas e a cidade de Shambala, governada por Lúcifer. Na Bíblia Sagrada, o arco-íris é o símbolo da Aliança entre Deus e o Seu povo.

Besouro: Símbolo que mostra que a pessoa que o usa tem poder e influência dentro do satanismo.

Cabeça de Bode: É um símbolo de zombaria e escárnio em oposição ao cordeiro de Deus que é Jesus Cristo.

Casal Transpessoal: Símbolo do fim do casamento representado pela letra ómega, última letra do alfabeto grego. Os adeptos da Nova Era dizem que o ser humano não se deve ligar oficialmente a nenhuma família, mas deve ficar sempre livre para procurar outros parceiros.

Círculo com Ponto: Este sinal é a bandeira de Lúcifer. O círculo representa o planeta Terra como reino de Satanás. O ponto são os homens e sua divinização, instrumentos ao serviço deste reino; o símbolo da energia, que segundo eles, emana para todo o ser.

Corno: Usado em colares, pulseiras, brincos e todo o género de bijutaria ou joalharia, simboliza o afastamento de fluídos negativos, tais como o mau olhado, olho gordo, inveja, etc.

Cornos: Usado por artistas ligados à música e pelos seus fãs. Simboliza o louvor em rituais satânicos.

Cruz com Laço: Representa o desprezo pela virgindade, troca de parceiros conforme a escolha pessoal. O movimento Nova Era ensina que a sexualidade é a parte que purifica o ser humano, eleva o espírito e embeleza o corpo. É a volta ao paganismo antigo, cujos “deuses” promoviam as danças com barulho excessivo, as orgias, a prostituição ritual, etc.

Cruz de Nero: É uma cruz de cabeça para baixo, também chamada de “pé-de-galinha” . Simboliza a “verdadeira” paz sem Cristo. O pé-de-galinha é uma cruz com os braços partidos e caídos. O círculo representa o inferno. Na década de 60 foi usada pelos hippies; também foi símbolo de ecologia no mundo, pois representa uma árvore de cabeça para baixo. É, também, usado pelos satanistas. Afirmam que a haste quebrada para baixo representava da derrota do Cristianismo. Foi na idade média que este símbolo passou a ter vínculo com Satanás. O ateu britânico, Bertrand Russell, usou-o como símbolo da Paz no final da década de 50 e os movimento hippies também usaram-no na década de 60. Hoje é usado pelos grupos de rock, heavy metal e black metal.

Cruz Invertida: Usado por grupos de Rock e adeptos da Nova Era, é uma ridicularizaçã o da cruz de Cristo. É usado também em rituais satânicos.

Cruz Satânica: Ou cruz da confusão. O nome por si já traduz o que significa, qual o seu uso, e objectivo.

Cruz Suástica: Para o movimento Nova Era simboliza o movimento cósmico. A sua conotação é bastante associada à pessoa de Adolf Hitler e seu movimento nazista que dizimou milhões de seres humanos na Segunda Guerra Mundial. A cruz suástica é inspiração de Chamberlain, um vidente satânico e conselheiro de Hitler. Foi ele que inspirou a Hitler as ideias de um reino de terror e poder. A palavra vem do sâncrico svasti “boa fortuna”. Usado desde a antiguidade pelos hindus e budistas para representar felicidade e salvação. É um símbolo do oculto que foi usado na Teosofia desde a época da sua fundadora Helena Petrovana Bbravastky, e pelos satanistas. Foi adoptado por Adolf Hitler, em 1920, como símbolo do nazismo.

Estrela de Cinco Pontas: As duas pontas para cima, significam Lúcifer e seu reino; duas pontas para baixo, significam o homem como deus, no lugar de Deus. É símbolo de adoração a Satanás já estabelecido em várias partes do mundo. Alguns conjuntos musicais de “Rock” adoptam este símbolo para garantir sucesso.

Fita Entrelaçada: Significa que a vida é entrelaçada, continuando em outras encarnações. Também representa o pacto de sangue entre os adeptos da Nova Era, envolvendo pessoas ou organizações.

Lua e Estrela: Muito comum em roupas, adereços e acessórios decorativos e infantis e também em centros espíritas. Simboliza poder para transportar através do cosmos.

Mancha: É uma gota de sangue para escarnecer do sangue redentor de Jesus Cristo.

Neptuno: Simboliza a transformação das crenças. A cruz para baixo significa que todas as crenças serão destruídas para que o planeta Terra seja governado por Maitreya o “Novo Messias”.

Olho de Lúcifer: Simboliza o olho de Satanás vendo tudo e chorando por aqueles que estão fora do seu alcance (judeus e cristãos principalmente) .

Pirâmide: É tida como elemento que capta a energia cósmica e beneficia as pessoas dando sorte nos negócios.

Plutão: Simboliza a união planetária, construção da Aldeia Global, é o novo nascimento do planeta Terra com a união sem fronteiras, acima de credos, cor e raça. Simboliza também a “paz universal “dentro da nova era.

Raio: É o reconhecimento do poderio de Satanás, senhor, Satã, e a disposição de estar a seu serviço. É também utilizado em marcas de roupas.

Sociedade Teosófica: No alto, a cruz suástica, que simboliza o movimento cósmico; no centro a estrela de David, que representa os processos de involução e evolução; dentro da estrela a cruz com laço, símbolo de perversão sexual, contra a pureza sexual criada por Deus. E, em volta a serpente que representa Satanás.

SS: Usado por grupos nazistas e grupos de Rock também em roupas, crachás, tatuagens, etc. Simboliza o louvor e invocação de Satanás.

Unicórnio: É o símbolo da liberdade e promiscuidade sexual. O Unicórnio medieval é um símbolo de poder, o que o chifre essencialmente expressa, mas também de luxo e de pureza.

Úrano: Simboliza o amor à natureza que se expressa através dos movimentos ecológicos. Urano é a harmonia com o cosmos, adoração à deusa Gaia (personificaçã o da Terra), a que chamam o “Lado feminino de Deus”.

Um comentário:

Loja Esotérica disse...

Sabe tenho lido coisas como as que você escreve... dizendo que este símbolo ou aquele é obra de mentes demoníacamente inspiradas...
Tenho uma triste notícia a lhe dar...sabe por que o SEU natal é comemorado em 25 de dezembro? Não? Devido a um Sabath pagão. O yule, como é conhecido por nós, é o momento na Roda do Ano no qual o Rei do Azevinho (Senhor das Sombras) é vencido pelo Rei do Carvalho (o Rei Sol, a Criança da Promessa) que chega.É impossível discutir as tradições de Yule sem mencionar o Natal. Muitos dos conceitos e costumes do Yule foram absorvidos pela igreja Cristã, quando tentava se estabelecer na Europa. As tradições cristãs dizem que Maria deu a luz a Jesus no dia 25 mas não diz de que mes, até que em 320 depois de Cristo a Igreja decicidiu marcar o nascimento de Cristo em dezembro para absorver o milenar (milenar mesmo já que o culto á DEUSA MÃE tem relatos de 15000 anos antes de Cristo), e sagrado Solstício de Inverno dos celtas e saxões.
O nascimento de um Deus no Solstício de Inverno não é exclusivo do Cristianismo, pois muitos "bebês divinos" nasceram nesta época. Miltras é um exemplo claro disto.Há muitas práticas que são utilizadas por Cristãos hoje que possuem origens PAGÃS. A árvore de natal, decorada com bolas e uma estrela no topo, não é nada menos que a antiga árvore que os Pagãos decoravam nos tempos ancestrais com velas, comidas e bolas coloridas (símbolos fálicos relacionados ao Deus) encimada por um pentagrama (estrela de cinco pontas),o símbolo da bruxaria. As guirlandas, o azevinho, a Tora de Yule (Yule Log) queimando no fogo, são todos costumes pagãos!
Mas então me diga, já que disse que muitos perecem por ignorancia, como é perecer um pouco mais a cada culto pagão que vocês sem saber praticam???
Abençoada seja, se quiser, me procure: raphaelperesclevicius@hotmail.com